quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

O tempo Astral



EXERCÍCIO PRÁTICO
Templo Astral
O Templo Astral é uma das primeiras coisas que um estudioso de ocultismo aprende a fazer, em praticamente qualquer Ordem ou Fraternidade que ingresse. Ele é chamado de Oficina Astral, Sanctum, Templo, Local de Descanso, Santuário e muitos outros nomes.
Trata-se de uma construção no Plano Mental e Astral de um refúgio onde o magista pode descansar a mente, preparar uma viagem astral e guardar suas ferramentas. Trata-se de um local onde ele pode até mesmo realizar rituais se não dispor de espaço físico no Plano Material para tal.
Em primeiro lugar, sente-se em um local confortável, mantenha os pés paralelos, a coluna ereta e as mãos relaxadas sobre as coxas. Relaxe e respire bem devagar e profundamente. Mantenha a Respiração 4-4-4 (significa inspirações de 4 tempos, retenção do ar por 4 tempos e expiração em 4 tempos… por exemplo, se você demora 10 segundos para inspirar, segure o ar 10 segundos e expire o ar em 10 segundos… se demora 6 segundos, segure o ar por 6 segundos e assim por diante) e os olhos fechados.
Quando sentir que está bem relaxado, comece a contar lentamente de dez até zero enquanto visualiza os números no ar. Comece a contar bem devagar enquanto relaxa ainda mais o corpo e a mente.
10… relaxe o couro cabeludo. Imagine sua cabeça ficando mais leve, como se estivesse se dissolvendo em uma névoa azulada. Sinta as terminações nervosas desligando e toda a sua cabeça se soltando
9… faça o mesmo para o pescoço. Relaxe todos os músculos do pescoço, externos e internos. Deixe o pescoço completamente relaxado.
8… relaxe os ombros… solte os ombros e deixe-os caírem. Não exerça nenhuma força sobre eles.
7… relaxe o braço esquerdo. Sinta ele se dissolver e deligar-se
6… faça o mesmo com o braço direito.
5… relaxe o abdômen e a barriga. Neste momento, você deve estar com o torso completamente relaxado de desligado, talvez sinta um leve formigamento ou escute um pequeno zumbido. Sensação de calor no corpo também é razoavelmente comum.
4… relaxe completamente sua perna esquerda.
3… relaxe agora a perna direita.
2… relaxe o pé esquerdo. Sinta todos os ossos do pé desligarem e se fundirem ao cósmico.
1… faça o mesmo com o pé direito.
Zero… relaxe os dedos dos dois pés…
Todo este processo deve demorar aproximadamente um ou dois minutos. Em seguida, você deve imaginar o que seria o seu “Templo Astral”, ou seja, sua base de operações no Astral. Lembre-se que ela pode ser QUALQUER COISA: seu quarto de dormir, uma cabana na floresta, uma sala de um castelo, uma ilha, um quarto de Hogwarts, um hotel, um escritório, uma cobertura com vista para a praia, Stonehenge, uma Pirâmide, uma igreja, um templo maçônico, um campo florido, uma mansão vitoriana, um laboratório, um submarino de pedra, uma fortaleza voadora… enfim, QUALQUER COISA que você idealizar. Não há limites para a sua imaginação. Basta que seja um local onde você se sinta bem.
Comece pequeno. Imagine primeiro apenas uma parte deste local, como por exemplo, um quarto. Com o tempo, ele irá ficando maior e mais detalhado em sua mente. Este local só precisa possuir a princípio quatro objetos: Uma cama, uma escrivaninha, uma tela mental (um painel, prancha, quadro branco, lousa ou qualquer outro lugar que você possa projetar imagens) e um local onde você possa beber um pouco de água.
Visualize você mesmo entrando neste Santuário através de um portal. Pelos próximos minutos, imagine você mesmo passeando por este lugar, explore todos os seus sentidos. Imagine o cheiro do local, a textura das paredes, os sons que você escutaria neste lugar, as cores, o movimento. Quanto mais vívido e colorido você conseguir imaginar, melhor. Quanto mais detalhes colocar, melhor; quanto mais você excitar seus sentidos, melhor.
Quando você sentir que explorou o suficiente ou sentir que sua concentração está começando a entrar em devaneios, imagine a si mesmo tomando um copo de água dentro deste local e deite-se na cama que você projetou. Imagine você mesmo relaxando e se preparando para sair deste Templo. Conte lentamente de zero até cinco enquanto acelera a mente. Quando chegar ao número cinco, abra os olhos e retorne ao Plano Material.
Bom… você acaba de criar uma construção astral. Por enquanto, ela será tão efêmera quanto você pensar nela, com a tendência a se dissolver em pouco tempo. Este exercício é repetido pelo número de vezes que você achar necessário. Se souber desenhar ou pintar, faça imagens ou esboços deste local em papel, descreva os objetos que você encontrou lá, os cheiros, as cores…
Se você já é iniciado e possui ferramentas de trabalho mágicas, você pode “leva-las” consigo em sua próxima jornada, criando (ou descobrindo) a forma astral dela dentro do seu Templo. Se souber quais são os seus animais de poder, pode deixa-los no Templo Astral para que patrulhem e protejam sua criação. Quanto mais vezes você fizer e mais você exercitar sua Visualização, mais rápido esta Construção Astral se cristalizará.
É comum que, nas primeiras vezes que vocês façam este exercício, o Templo Astral fique se modificando ou que você não consiga manter uma imagem nítida ou ainda que algumas coisas aconteçam nele sem o seu consentimento (como se ele tivesse uma vontade própria). Isto acontecerá até que você esteja plenamente satisfeito e comece a cristalizar a estrutura, formando um local que mais tarde servirá de base para futuros experimentos e exercícios. Em pouco tempo ele adquirirá uma forma mais estável e “sólida”.
Com o tempo, você levará objetos para lá (espadas, cálices, taças, candelabros, caldeirões, velas, incensários, adagas, pentáculos) e estes objetos permanecerão no astral
Existe um filme chamado “Amor além da Vida” (What Dreams may Come) com o Robin Willians e Anabella Sciorra que trata bem deste assunto. A construção Astral que vocês acabaram de fazer neste exercício é exatamente o mesmo tipo de construção que os Personagens deste filme criam quando morrem, com a diferença que você estará criando seu refúgio a partir de agora.



segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Exercícios Práticos preparatórios II




Exercícios práticos
Meditação
Sente em um local qualquer, mantenha as costas eretas, coloque os dois pés no chão, ligeiramente afastados um do outro, e as palmas das mãos sobre as coxas. Ou se preferir, sente com as pernas cruzadas e coloque as mãos sobre os joelhos. Feche os olhos e respire devagar durante alguns minutos.
woman.jpg
Agora preste atenção nos seus pensamentos. Tente assisti-los passivamente, como se estivesse diante de uma televisão, prestando atenção na quantidade e qualidade de pensamentos diferentes que vagam pela sua mente neste pequeno intervalo de tempo. Tome consciência destas muitas freqüências que estão entrando e saindo dos seus pensamentos o tempo todo… que pensamentos ficam se repetindo? Analise friamente que tipo de mensagens você está atraindo, que tipo de pensamentos estão poluindo a sua cabeça…
Nas primeiras vezes que fizer este exercício, procure não interferir. Apenas observe friamente a si mesmo como se fosse um observador externo e veja o que está acontecendo. Adquira a consciência de separar e catalogar em que tipos de pensamentos você está imerso.
Em uma segunda etapa, comece a monitorar seus pensamentos, mudando os pensamentos indesejáveis… Quanto tempo você perde em pensamentos inúteis, fúteis ou perniciosos?
Quanto da sua mente você desperdiça pensando no que os outros estão fazendo ao invés de se concentrar no que você quer ou necessita fazer?
Na terceira etapa, comece a destruir estes pensamentos inúteis, afastando-os do seu campo vibracional. Tente reunir apenas pensamentos voltados para coisas úteis que você tenha de fazer ou focados para aquilo que você está almejando.
Exercício 2 – Apenas para mulheres
Este exercício deve ser feito SOMENTE depois que vocês fizerem pelo menos umas 20 a 30 vezes o Exercício dos Chakras, pois todo o canal pela qual a energia irá fluir precisa estar limpo e desobstruído, caso contrário, vocês poderão ter um desequilíbrio nos seus chakras, como dores de cabeça, náuseas, tonturas ou desequilíbrios emocionais.
Deite em algum lugar calmo, confortável e isolado, coloque uma música suave, incenso e garanta que não vai ser perturbada. Deite em decúbito dorsal com a barriga voltada para cima, de preferência totalmente nua. Comece a se masturbar delicadamente, mas sem imaginar uma contraparte masculina/feminina ou fantasiar… Concentre-se apenas na sensação, no seu corpo e no ato em si. Comece a imaginar o chakra básico sendo ativado e o fluxo de energia começando nas suas pernas e espalhando-se pelo seu corpo.
Quando estiver chegando ao orgasmo, você vai ter de sincronizar os últimos suspiros com o exercício anterior. Comece imaginando o chakra básico emanando energia, suspiro, esta energia subindo para o segundo chakra (Svadisthana), suspiro, subindo para o terceiro chakra (Manipura), suspiro, subindo para o quarto chakra (Anahata), suspiro, subindo para o quinto chakra (Vishuda), suspiro, subindo para o sexto chakra (Anja) e orgasmo, quando você deve imaginar o sétimo chakra (Sahashara) abrindo-se em seu leque de mil pétalas e espalhando esta energia pelo universo.
Este, apesar de razoavelmente complicado, é considerado ainda um exercício básico de magia sexual. Vai demorar um bom tempo até você conseguir sincronizar direito o tempo até o orgasmo com o fluxo de energia com as respirações…
Mas quando dominar, estará pronta para exercícios futuros sobre o que fazer com esta energia extra, além de orgasmos maiores, mais demorados e melhores (fisicamente e astralmente falando). Qualquer dúvidas, deixem seus emails nos comentários que o povo do Sedentário me repassa e eu respondo em particular.
Exercício 2 – Apenas para Homens
Assim como o exercício para as mulheres, NÃO tentem fazer este exercício antes de terem realizado pelo menos 20 a 30 vezes o exercício básico dos chakras. Este segundo exercício vai aprimorar o controle sobre o chakra Muladhara (Vermelho), dando mais vitalidade ao homem (sexualmente falando).
gravedad1.jpg
O homem deve assumir a postura conhecida como “Mapu” ou “Cavalo” ou “Postura do Cavaleiro”, como na figura ao lado. O ângulo das pernas deve ser o mais próximo possível de 90 graus (para testar, basta colocar uma carteira e um celular apoiados sobre as coxas e eles devem ficar parado, sem cair, durante o tempo do exercício).
Nesta postura, o homem deve respirar pausadamente, imaginando, a cada respiração, que a energia da Terra está sendo absorvida por seus chakras plantares, subindo através de suas pernas e se unindo no chakra Muladhara, fazendo-o girar e abrir suas 4 pétalas.
Procure repetir este exercício por cerca de vinte respirações pausadas e lentas. O tempo de postura neste exercício deve ser de, no mínimo, 1m30 a 2 minutos no começo. Este também, apesar de ser considerado básico, possui uma dificuldade razoável, mas você vai me agradecer no futuro…

Exercícios Práticos preparatórios



Exercícios Práticos preparatórios.
Eu queria especialmente que o Zatraz e o Zek gastassem algum tempo fazendo estes exercícios. Estes são os básicos dos básicos preparatórios, que são ensinados em qualquer curso de reiki, chi kung, chakras e na imensa maioria das ordens iniciáticas. Aleister Crowley dizia que as bases da magia são a Vontade e a Imaginação. Estes exercícios vão começar a trabalhar com a sua mente para preparar algo mais elaborado no futuro.
1) Concentração
A base da magia prática é a concentração. É impossível realizar qualquer tipo de atividade prática sem dominar sua mente objetiva e elevar sua concentração a um outro nível de consciência.
Você vai precisar de uma vela e de uma sala com pouca luminosidade. Tenha certeza que não será perturbado (desligue telefones e celulares). Posicione a vela a cerca de 1,5m de você, mais ou menos na altura dos olhos, de preferência contra uma parede branca, e acenda a vela. Sente-se com as costas eretas e fixe o olhar na chama da vela, com a vista relaxada. Mantenha a respiração calma e relaxada, sem se afobar. O exercício consiste em permanecer olhando para a vela sem piscar, mantendo a concentração até que todas as sensações externas sejam eliminadas e as duas únicas coisas que existam no universo sejam você e a chama da vela.
Caso você não tenha como usar uma vela por algum motivo, você pode fazer um pequeno ponto preto com 1cm de diâmetro e gruda-lo com durex na parede, ou focar em um ponto fixo distante.
Mantenha essa concentração (sem piscar) pelo tempo máximo que conseguir. A razão para isso é que este exercício desenvolve sua visão intuitiva e, quando você estiver se ajustando a esta visão, sua mente objetiva fará você “piscar” para reajustar a visão ao plano objetivo. Se estiver fazendo certo, conseguirá afastar TODOS os pensamentos poluidores da sua mente e ficar no que os orientais chamam de “estado zen”, absolutamente concentrado na chama da vela. Os sons e até mesmo as imagens da sala podem desaparecer (é a sensação de relaxamento do “sonhar acordado”). Quando estiver dominando este exercício, o relaxamento que você faz da sua mente em 5 minutos neste estágio equivale a uma soneca de duas horas.
Dificuldades:
1) manter os olhos sem piscar. Muita gente arregala os olhos e força para que eles fiquem abertos; não é isso. Deixe os olhos semicerrados e relaxados. No começo é MUITO difícil, você vai tender a piscar ou desconcentrar facilmente, não chegando a 1 minuto de concentração… mas com treino, é fácil de chegar a até 20 minutos neste estágio zen.
2) afastar os pensamentos mundanos. Como você perceberá, sua mente objetiva vai tentar te atrapalhar de todas as maneiras possíveis e é bem provável que você seja inundado de pensamentos inúteis e caóticos (na verdade, você faz isso o tempo todo, só não percebe, mas este exercício deixa isto bem evidente).
Exercício 2: Imaginação e chakras
Pode ser feito de preferência de pé, com as pernas afastadas na largura dos ombros. Os braços podem ficar relaxados ao lado do corpo, os dedos abertos, mas sem forçar nada (esta postura chama-se Wu Shi).
Respire de maneira relaxada, pelo nariz, olhos semicerrados, sem nada prendendo seu corpo (anéis, pulseiras, soutien apertado… ). Pode deixar uma música bem leve e suave no ambiente se ajudar a relaxar, mas não walk-man/i-pod. Tenha certeza que não será perturbado.
Comece pelo primeiro chakra (Muladhara). Visualize um disco de luz vermelha, com cerca de 4cm de raio, com 4 pétalas semelhantes ao desenho ao lado, girando no sentido horário sobre a região do cócix.
Quando INSPIRAR, imagine uma energia vindo do centro da terra, subindo pelas plantas dos seus pés, passando por dentro das suas pernas e alimentando este círculo. Conte dez respirações lentas até conseguir VISUALIZAR com o máximo de nitidez possível a energia entrando no seu corpo e este chakra girando (sentido horário)… sinta a energia subindo e fazendo este disco de luz girar…
Em seguida, imagine o segundo chakra, laranja (Svadisthana), do mesmo tamanho, sobre a região do ventre, pulsando e girando no sentido horário, em sincronia com o primeiro, e um filete de luz branca unindo os dois… permaneça com os DOIS chakras bem nítidos na sua mente, com as cores vivas, por dez respirações relaxadas.
Imagine agora o terceiro chakra (Manipura), amarelo, com o mesmo tamanho que os outros, girando em sincronia e um filete de luz branca unindo os três discos… mais dez respirações visualizando o conjunto e imagine o quarto chakra (Anahata), verde, sobre o seu plexo solar, unido aos 3 outros chakras por filetes de luz… mais dez respirações e vamos para o quinto chakra (Vishuda), azul, sobre a sua garganta e unido aos outros por esta corrente de luz.
Mantenha TODO o conjunto nítido girando na sua mente por dez respirações… a cada respiração, mais um “gole” da energia da terra que faz todo o sistema permanecer em movimento, sem esquecer de todos os outros discos… mantenha a ponta da língua no céu da boca… mais dez respirações e o filete de luz branca chega ao disco índigo localizado alguns centímetros na frente da sua testa… não esqueça de imaginar TODA a energia subindo do centro da terra até o sexto chakra… finalmente, mais dez respirações e o filete de luz imaginário sobe até o topo da sua cabeça, no sétimo chakra, formando uma “fonte” de energia branca se espalhando pela sala.
Pessoas comuns normalmente não conseguem chegar no terceiro chakra… sua mente destreinada começa a divagar sobre besteiras, ele perde a concentração, perde a imaginação, não consegue focar, não consegue visualizar, se atrapalha todo com a sincronia dos giros e discos, fica ansioso, com pressa, a mente objetiva o deixa irritado… e ele/ela vai assistir a novela ou um jogo de futebol… enfim…
Eu queria que o Zatraz especificamente fizesse este exercício para ter uma noção do que eu quero dizer quando falo “concentração mental para acessar os tais computadores de cristal” e quão longe as pessoas comuns estão deste tipo de domínio de suas mentes…
Efeitos esperados: formigamento por todo o corpo, especialmente na ponta dos dedos, devido ao acúmulo e limpeza da energia do corpo. É comum formar uma “bola” de energia nas palmas das mãos. Relaxamento completo físico e mental em algumas pessoas… outras experimentam euforia e ficam “ligadas”… Isso varia de acordo com o seu estado mental e quais chakras estavam mais ativos ou inativos durante o processo… com o tempo e novos exercícios, aprenderemos a ESCOLHER os efeitos desejados em nosso corpo.
Altamente recomendado para se fazer quando se está doente (focar especificamente no 3º chakra) ou com aquelas cólicas de menstruação (neste caso, dar atenção especial ao segundo chakra – Svadisthana).
Se você conseguir fazer este exercício e ficar bastante relaxado, pode fazer imediatamente antes de dormir e depois me conta o que aconteceu com os seus sonhos…
Se puder fazer esse exercício na grama/terra, ao ar livre, com os pés descalços, o efeito será muito maior.
Exercício 3: manifestação desta energia
Assim que você conseguir dominar o exercício 2, o que deve demorar cerca de uma semana ou duas (varia absurdamente de pessoa para pessoa – já vi gente acertar na primeira tentativa, já vi gente demorar um mês para ter algum efeito), repita o exercício 2 mas com as mãos dispostas à sua frente, como se estivesse “abraçando uma árvore”, de acordo com a figura abaixo:
Mantenha os dedos semifechados, como se segurasse um delicado balão de ar entre seus dedos. Quando inspirar, imagine a energia entrando pela sola dos seus pés e alimentando este circuito. Quando EXPIRAR, imagine esta energia fluindo deste circuito para a palma das suas mãos. Em alguns minutos, você deverá sentir uma “bola de energia” entre seus dedos… tente afasta-los ou aproxima-los BEM DEVAGAR e você irá sentir esta energia Chi. Ela atua nos planos sutis (Mental, Emocional, Astral e, com outros treinos, no Físico… ) mas não pode ser detectada por nenhum aparelho de nossa ciência moderna.
Com o tempo, pode fazer experiências como afastar suas mãos devagar até que esta bola de energia fique com o tamanho máximo que você conseguir, ou pressionar até sentir uma força física sutil impedindo que suas mãos se encontrem.

Posts de Referência

    Começando a compartilhar com os irmãos os links de referência que eu estou estudando. Vale a pena conferir cada um !.
Boa Leitura !.
- Verdadeira Origem do Logo das Olimpíadas
- Branca de Neve e os Sete Pecados Capitais
- Harry Potter e as Núpcias Alquímicas
- Teoria da Conspiração no Superpop III
- Caronte – Auto da barca do Inferno.
- Morpheus – dream a little dream of me.
- Hermes – Metais, ervas e pentagramas.
- Hecate – Druidas, Oráculos e Allan Kardec.
- Thanatos – I see dead people.
- Yesod – Bem vindo ao deserto do real.
- Sefirat ha Omer – parte 7.
- Perguntas e Respostas – Belzebu, Satanás e Lúcifer.
- 666, the Number of the Beast.
- Sefirat ha Omer – parte 5 e 6.
- Zaratustra, Mithra e Baphomet – parte III.
- Sefirat ha Omer – parte 4.
- Belzebu, Satanás, Lúcifer – parte II.
- Sefirat ha Omer – partes 2 e 3.
- Perguntas e Respostas – Pan, Cernunnos e Exú.
- O Diabo não é tão feio quanto se pinta – I.
- Sefirat ha Omer – parte I.
- Perguntas e Respostas – Jesus et Dawkins.
- Vênus/Afrodite – All you need is love!.
- Perguntas e Respostas – Judas e Yeshua.
- Perguntas e Respostas – Acumuladas I.
- Hermes Trismegistus.
- A Pirâmide do faraó Del Debbio I.
- Faze o que tu queres há de ser o todo da Lei!.
- Os quatro Sudários.
- Santo Sudário no Superpop.
- Jesus, o ídolo dos ateus.
- Judas, o melhor amigo de Jesus.
- P&R – Tarólogas, Zeus e o Natal .
- Feliz Ano Novo!!! .
- Seria Yeshua um X-Men? .
- Sociedades Secretas Non Eczistem !!! .
- Illuminati no Superpop.
- Miss é barrada em júri de concurso de beleza por causa de “bruxaria”.
- Perguntas e Respostas: Madalena, Zeus e Hera .
- Perguntas e Respostas: o Natal e o Papa .
- Pitágoras e Buda, os professores de Jesus .
- Perguntas e Respostas – Antes de Cristo .
- Como assim Zeus nunca traiu Hera? .
- Yod-He-Shin-Vav-He e Maria Madalena .
2007
- Bota o Natal na conta do Papa!.
- Zeitgeist – Perguntas e Respostas.
- Zeitgeist – o Documentário que eles não gostariam que você visse.
- A Arca da Aliança, Doktor Jones?.
- Egrégoras – Perguntas e Respostas.
- Egrégoras, o segredo do “Segredo” – parte II.
- Qual é o coletivo de Pensamentos? – parte I.
- Perguntas e Respostas das últimas 4 colunas.
- Bruxaria, Paganismo e Magia Sexual – parte II.
- Hieros Gamos e Magia Sexual.
- Chakras, Kundalini e Tantra – parte 3 1/2.
- Chakras, Kundalini e Tantra – parte III.
- Chakras e o Plano Astral – parte II.
- Física Quântica e a Arca da Aliança – parte 1 ½ .
- Física Quântica e a arca da Aliança.
- Energia Telúrica, Linhas de Ley, Pirâmides e Círculos 1 ½.
- Energia Telúrica, Linhas de Ley, Pirâmides e Círculos.
- Linhas de Ley 1 ½.
- Linhas de Ley.
- Pirâmides – Perguntas e respostas.
- Pirâmides – Parte 4 – Dilúvio, Pirâmides e Stonehenge.
- Pirâmides – Parte 3 – A Câmara dos Reis.
- Pirâmides, Pirâmides – parte 2.
- Pirâmides Submersas no Japão.
- O Grande Computador Celeste – parte 3.
- O Grande Computador Celeste – parte 2.
- O Grande Computador Celeste – parte 1.
- A Santa Ceia e os Símbolos Astrológicos.
- Imagens Ocultas no Quadro da Santa Ceia.




Documentário Quem Somos Nós


Quem Somos Nós from ProfessionalIT on Vimeo.


quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

O que vamos falar neste blog ?

Esoterismo, magia ritualistica, magia evocatória, ocultismo, hermetismo, budismo, projeciologia e consciênciologia, espiritismo, kabbalah, tarot, oráculos, viagem astral, Ordens, Círculos e demais assuntos relacionados a evolução humana.
Vou fazer deste blog um canal para transmitir o que estou aprendendo e compartilhar com vocês minhas vitórias e minhas derrotas.
Sejam todos bem vindos a esta extraordinária viagem ao centro de si mesmo.



quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

O Poder dos Pesadelos

O Poder dos Pesadelos – Parte I
O Poder dos Pesadelos – Parte II
O Poder dos Pesadelos – Parte III



Curso de Violão Popular

Hello World !

   Hello "Word" para todos aqueles que curtem ciências, magia, estudos iniciáticos, análise de pisquê humana e a busca pelo conhecimento de si mesmo.

   Este blog nasceu para ser o canal onde vou compartilhar todos os meus estudos sobre o ocultismo e análises existênciais que vou fazer de mim mesmo e do meio onde vivo.

   Sejam bem vindos a essa viagem !.

Cursos Online na Área de Administração